SÁB 17 JUL, 17H — 19H
AUDITÓRIO TEATRO CAMPO ALEGRE

SPOKEN WORD

A FLOR DO LÁCIO

A FLOR DO LÁCIO

a poesia da língua portuguesa em concerto

 

André Gago — voz e flauta

Pedro Dias — guitarra portuguesa

João Penedo — viola

Carlos Mil-Homens — percussão

Duração: 60 min.

 

A Flor do Lácio assinala e celebra a receção da língua portuguesa como especiaria não declarada nos manifestos da carga transportada no bojo das caravelas e dos navios negreiros. Esse património comum e embarcadiço que, como outros bens, foi cultivado em todas as latitudes do mundo, é aqui relembrado através da poesia e dos cancioneiros, com especial relevo para o diálogo entre o Brasil e Portugal. Canções bem conhecidas do público convivem com textos e poemas que as inspiraram, e alguns poemas, porventura menos conhecidos, inspiraram novas canções. 

   A lista de autores inclui Caetano Veloso, Camões, Bernardo Soares, Oswald de Andrade, João Melo, Luandino Vieira, José Craveirinha, Chico Buarque, Ruy Guerra, Fernando Pessoa, Agostinho Neto, Murilo Mendes, Casimiro de Abreu, José Paulo Paes, Natália Correia, Olavo Bilac, Jorge Vera-Cruz Barbosa, Vasco Graça-Moura, Sophia de Mello Breyner, Nuno Júdice, Joaquim Nabuco, Jorge de Lima e António de Castro Alves. 

DOM 18 JUL, 17H
AUDITÓRIO TEATRO CAMPO ALEGRE

SPOKEN WORD

RUI REININHO

 20.000 Éguas Submarinas

 

Rui Reininho — voz, percussão, taças (gongos)

Paulo Borges — teclados, eletrónica, guitarras

Alexandre Soares — guitarra elétrica, programações

Pedro Oliveira — percussão

Julius Gabriel — saxofone

 

 

O novo disco de Rui Reininho - experimental, com eletrónica, spoken word, gongos tibetanos, mas sempre com trocadilhos à Rui Reininho.  

   Ao vir à superfície, encontrei o Paulo Borges contido em anos de interpretações alheias e perguntei-lhe, como numa ilha solitária, o que queria criar; saiu-nos um arquipélago provavelmente um dos Açores que já nos sobrevoava com os sons marítimos, o fracasso das ondas nos rochedos e o marulhar crustáceo dos músculos dos "Animais Errantes", que respeitamos.

Rui Reininho

 

SEX 23 JUL, 20H30 — 22H30
CONCHA ACÚSTICA, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

FESTIVAL PORTA-JAZZ

VESSEL TRIO

CORETO TOCA GRILO / MORTÁGUA / SÁ RIBEIRO / TROCADO

Da Janela saem Pássaros é o lema do 11.º Festival Porta-Jazz, numa edição adaptada à  nova realidade. Após um ano em que a arte ficou confinada e quase toda a música ao vivo em suspenso, o lema surge como uma reação aos constrangimentos provocados pela pandemia, sintetizando, também, o trabalho que a Associação Porta-Jazz tem vindo a realizar ao longo de mais uma década, fazendo das limitações a sua força. Exemplo disso é o álbum editado em 2020, com 39 solos de músicos que transformaram o seu lar em estúdio e se mantiveram “de porta aberta”.

   Entre os dias 23 a 25 de julho, 14 concertos divididos por dois palcos (Lago dos Cavalinhos e Concha Acústica nos Jardins do Palácio de Cristal), envolvem um total de 60 músicos.A 11.ª edição do Festival será isso mesmo: a extensão natural da casa da Associação Porta-Jazz.


20H30

VESSEL TRIO


21H30

CORETO

toca obras encomendadas a compositores nacionais: Grilo, Mortágua, Sá Ribeiro e Trocado


Duração de cada concerto: 45 min.

SÁB 24, 11H — 22H
LAGO DOS CAVALINHOS E CONCHA ACÚSTICA, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

FESTIVAL PORTA-JAZZ

FILIPE TEIXEIRA TRIO

VAZIO E O OCTAEDRO

ENSEMBLE ROBALO

PORTA-JAZZ

NUNO CAMPOS

MIGUEL RODRIGUES

HIRISTO GOLEMINOV

Diferentes propostas estéticas que vão do Jazz mais tradicional à mais pura e livre Improvisação, passando pela Música Contemporânea ou por caminhos apoiados no Groove. As parcerias entre a nossa comunidade de músicos e projetos como o Ensemble Robalo, ou o resultado das residências artísticas, como Vazio e o Octaedro.


Lago dos Cavalinhos

11H

FILIPE TEIXEIRA TRIO

TAO 

12H

VAZIO E O OCTAEDRO


Lago dos Cavalinhos

17H

ENSEMBLE ROBALO / PORTA-JAZZ

18H

NUNO CAMPOS

Tacatarinaten


Concha Acústica

20H30

MIGUEL RODRIGUES

Empa

21H

HRISTO GOLEMINOV

Encomenda


Duração de cada concerto: 45 min.

DOM 25 JUL, 11H — 22H30
LAGO DOS CAVALINHOS E CONCHA ACÚSTICA, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

FESTIVAL PORTA-JAZZ

HUGO RARO

YUDIT VIDAL

JOÃO MARTINS

MAZAM

JOÃO PEDRO BRANDÃO

ANDRÉ SILVA

Diferentes propostas estéticas que vão do Jazz mais tradicional à mais pura e livre Improvisação, passando pela Música Contemporânea ou por caminhos apoiados no Groove, a aposta nos mais jovens e na interação de talento local com gente dotada, oriunda de outros pontos do país e do estrangeiro, de olhos postos na edição, são apenas a concretização anual de toda esta militância da Associação Porta-Jazz.


Lago dos Cavalinhos

11H

HUGO RARO

Connecting the dots

12H

YUDIT VIDAL

Canto das Sereias


17H

JOÃO MARTINS

Hundred Milliseconds

18H

MAZAM

Land


Concha Acústica

20H30

JOÃO PEDRO BRANDÃO

Trama no Navio

21H30

ANDRÉ SILVA

The Guit Kune do


Duração de cada concerto: 45 min.

SÁB 31 JUL, 16H — 22H
CONCHA ACÚSTICA, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

PORTO BLUES FEST 

GUITAR SUMMIT

TRUDY LYNN & DELTA BLUES RIDERS

O programa do festival abre com a primeira e única aparição em palco do projeto Porto Blues Guitar Fest Summit, com curadoria de Budda Guedes. O projeto é uma homenagem aos melhores guitarristas portugueses e onde participam, para além do curador, também João Cabeleira dos Xutos & Pontapés, Frankie Chavez e Vítor Bacalhau. A fechar o primeiro dia sobe ainda ao palco uma artista incontornável do blues norte-americano, Trudy Lynn, já com 17 discos editados e nomeada por cinco vezes para os Blues Music Award, acompanhada dos Delta Blues Riders.

Outra novidade será a presença do chefe Chakall para confecionar ao vivo iguarias que estão intimamente ligadas ao blues... como é o caso da cozinha cajun!

 

16H

Abertura


18H

GUITAR SUMMIT


21H

TRUDY LYNN & DELTA BLUES RIDERS


Duração de cada concerto: 60 min.

DOM 1 AGO, 16H — 22H
CONCHA ACÚSTICA, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

PORTO BLUES FEST

DOGS BOLLOCKS

KIKO AND THE BLUE RFUGEES

BUDDA POWER BLUES & MARIA JOÃO

No segundo dia da 4ª edição do Porto Blues Fest, apresentam-se os portugueses Dog’s Bollocks, seguindo-se Kiko & The Blues Refugees, banda do Porto que cruza diferentes estilos, entre o rock, os blues, a soul ou o jazz.

   Para fechar em beleza esta edição, o Budda Power Blues volta a juntar-se a Maria João, a voz diva do jazz em Portugal. Juntos, vão apresentar o disco e o espetáculo The Blues Experience II - A Aventura Continua, a segunda colaboração que grupo e cantora concretizam.

Outra novidade será a presença do chefe Chakall para confecionar ao vivo iguarias que estão intimamente ligadas ao blues... como é o caso da cozinha cajun!


16H

Abertura


17H

DOGS BOLLOCKS


18H

KIKO AND THE BLUE RFUGEES


21H

BUDDA POWER BLUES & MARIA JOÃO


Duração de cada concerto: 60 min. 

SÁB 7 AGO, 15H — 21H
JARDINS DA CASA TAIT

ELÉTRICO

PEDRO TENREIRO b2b JOÃO TENREIRO

KLIN KLOP

XINOBI

RUI TRINTAEUM b2b JOÃO AZEVEDO

MARIA CALAPEZ

VALODY

ZERO ONE

AMULADOR

ANDRÉ CASCAIS

TIAGO CARVALHO

Após o período de isolamento social e interregno de eventos, o Elétrico regressa este verão em formato Warm Up e com o objetivo de apoiar a cultura nacional. Tradicionalmente apresentado no Parque da Pasteleira, o evento transfere-se para os Jardins da Casa Tait para dois dias repletos de boa música, com produtores e DJ nacionais, mantendo a energia e caráter do Elétrico. Uma proposta única de celebração do dia, do sol e do contacto com a natureza.

 

Área Elétrico

15H

PEDRO TENREIRO b2b JOÃO TENREIRO

17H

KLIN KLOP

Live band

18H

XINOBI

19H

RUI TRINTAEUM b2b JOÃO AZEVEDO


 

Área Energia

15H

MARIA CALAPEZ

16H

VALODY

17H

ZERO ONE

Live  

18H

AMULADOR

19H

ANDRÉ CASCAIS

20H

TIAGO CARVALHO

DOM 8 AGO, 15H — 21H
JARDINS DA CASA TAIT

ELÉTRICO

SERGINHO

GUSTA-VO

ALEX FX

DIANA OLIVEIRA

RUI VARGAS

LEO CRUZ

PÉROLA NEGRA

DAVID MOREIRA

NO SHE DOESN'T

JOÃO SEMEDO

Tradicionalmente apresentado no Parque da Pasteleira, o evento transfere-se para os Jardins da Casa Tait para dois dias repletos de boa música, com produtores e DJ nacionais, mantendo a energia e caráter do Elétrico. Uma proposta única de celebração do dia, do sol e do contacto com a natureza.


Área Elétrico

15H

SERGINHO 

17H

GUSTA-VO

18H

ALEX FX

Live 

19H

DIANA OLIVEIRA

20H

RUI VARGAS

 

Área Energia

15H

LEO CRUZ

16H

PÉROLA NEGRA

Helena Guedes, Nuno Di Rosso, Francisco Aires Pereira, Paulo Cunha Martins

18H

DAVID MOREIRA

19H

NO SHE DOENS'T

Live

20H

JOÃO SEMEDO

SEX 13 AGO, 19H — 22H
TERREIRO DA CASA DO ROSEIRAL, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

MÚSICAS DO MUNDO

HOLY NOTHING

LINA & RAUL REFREE

No próximo mês de outubro, o Porto será invadido pelas músicas do mundo, acolhendo o Festival WOMEX - The World Music Expo, um dos maiores e mais reconhecidos eventos da indústria musical a nível mundial, com mais de 26 anos de história, numa estreia absoluta em Portugal. Antecipando este grande momento na cidade, incluímos neste Warm Up um fim de semana dedicado às músicas do mundo e às suas novas tendências e influências, com propostas de várias latitudes. 

    No primeiro dia, sobem ainda ao palco os Holy Nothing, banda transatlântica de música eletrónica, sediada no Porto, que une esforços com um grupo de músicos independentes brasileiros, para criar uma mistura entre música de dança e ritmos quentes sul americanos. À noite, um encontro improvável entre fado e música eletrónica traz a palco Lina & Raül Refree, recentes vencedores do novo Prémio Carlos do Carmo.


19H

HOLY NOTHING

21H

Lina & RAUL REFREE

SÁB 14 AGO, 19H — 22H
TERREIRO DA CASA DO ROSEIRAL, JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL

MÚSICAS DO MUNDO

MAGANO
LUÍS PEIXOTO

No próximo mês de outubro, o Porto será invadido pelas músicas do mundo, acolhendo o Festival WOMEX - The World Music Expo, um dos maiores e mais reconhecidos eventos da indústria musical a nível mundial, com mais de 26 anos de história, numa estreia absoluta em Portugal. Antecipando este grande momento na cidade, incluímos neste Warm Up um fim de semana dedicado às músicas do mundo e às suas novas tendências e influências, com propostas de várias latitudes. 

  No segundo dia, apresentamos Magano, que encontra no Cante Alentejano a sua maior inspiração. Através de um contrabaixo, viola e percussões e de uma interpretação a duas vozes, Magano concede às modas Alentejanas um cunho pessoal pautado pela simplicidade e profundidade. No concerto da noite Luís Peixoto, um dos mais consagrados cordofonistas portugueses, apresenta o seu novo álbum Geodésia

 

19H

MAGANO

21H

LUÍS PEIXOTO

SÁB 21 AGO, 15H — 21H
JARDINS DA CASA TAIT

PIQUENIQUE DANÇANTE SOBRE A RELVA

MARANTE

DAVID & MIGUEL

DJ FITZ

RENATO CRUZ SANTOS

O Piquenique Dançante sobre a Relva é um convívio com vida entre amigos e famílias, renovado na partilha de toalha, cesto e as comidas ao ar livre, num sonho de tarde de verão, embalado pela música e pelo calor do Porto atlântico. É o regresso ao contacto com a natureza, a uma festa que se faz nas possibilidades de poder relaxar com um livro à sombra das árvores ou de dançar descalço sobre a relva, ao ritmo dos novos sons que fazem a cidade voltar à descoberta dos seus mais belos jardins.  Inspirado no quadro Le déjeuner sur l'herbe de Édouard Manet, o Piquenique Dançante sobre a Relva, a caminhar para a sua sexta edição, tornou-se uma tradição viva, com a música e a liberdade de poder trazer a merenda como elementos inspiradores de um dia bem passado.

 


15H

DJ FITZ

Abertura de portas

17H

MARANTE

18H

RENATO CRUZ SANTOS DJ

20H

DAVID & MIGUEL

 


DJ Fitz é o mais portuense de todos os irlandeses, o DJ das Fontainhas, com um CV que o leva da ilha esmeralda a Nova Iorque, Berlim, Londres e ao Porto, onde escolheu fazer o seu lar. Todos os ritmos e batidas se cruzam, com destaque para música brasileira e funk. Com um conhecimento enciclopédico da história da música popular, DJ Fitz é festa pela certa.

 

Marante é o exemplo da tradicional música que embala os bailes de todo um Portugal, com uma carreira longa e plena de variados êxitos, quer a solo, quer com o Conjunto “Diapasão”. Haverá espaço para bailar e cantar A bela Portuguesa, Som de Cristal ou Garçon, como numa romaria feita dos nossos mais queridos Agostos. Marante é uma lenda viva que promete iniciar o Piquenique Dançante de forma épica com as suas canções e voz única.

 

Renato Cruz Santos DJ, fotógrafo, Dj, actor, homem do renascimento e músico no agrupamento David & Miguel, capaz de embalar com todos os seus sucessos de outros artistas de carreira multidões acima (e abaixo e para os lados) desse seu País, Portugal.  


David & Miguel são David Bruno e Mike El Nite, duas estrelas em ascensão no panorama musical português, sendo cultores de um estilo único que vai crescendo a cada novo disco. Com base na batida, mas com espírito nas estórias de vida, David & Miguel são o novo romantismo que precisamos após a reclusão. São a memória de noites e dias em lugares comuns, são não um, mas dois Marantes, para as novas gerações.

DOM 22 AGO, 15H — 21H
JARDINS DA CASA TAIT

PIQUENIQUE DANÇANTE SOBRE A RELVA

SENHOR JORGE

ANA DEUS, JOÃO LOUREIRO e RUI FERNANDES

SETE MAGNÍFICOS

Inspirado no quadro Le déjeuner sur l'herbe de Édouard Manet, o Piquenique Dançante sobre a Relva, a caminhar para a sua sexta edição, tornou-se uma tradição viva, com a música e a liberdade de poder trazer a merenda como elementos inspiradores de um dia bem passado.


15H

SETE MAGNÍFICOS

Abertura de portas

17H

SENHOR JORGE

18H

SETE MAGNÍFICOS

20H

ANA DEUS, JOÃO LOUREIRO e RUI FERNANDES 

interpretam temas dos BAN



Os Sete Magníficos, são uma instituição no Porto, um coletivo de especialistas, colecionadores e tocadores de discos, composto por personalidades diferentes, como super-heróis com poderes que se complementam e fazem do seu todo e união algo maior e especial do que a soma das partes, que não se dividem, nem se partem. Com a amizade celebrada na memória, é a Música que os faz mexer e o ritual é por discos a rodar, porque alguém tem de o fazer e eles são dos melhores.


Senhor Jorge foi sacristão e lapidador de diamantes e é um dos mais bem guardados tesouros desta novíssima música portuguesa. Beirão e com amor a um Fado que cruza uma belíssima voz com guitarras etéreas, como se Viseu se cruzasse com um universo Twin Peaks, Senhor Jorge será uma das grandes surpresas deste Piquenique Dançante, cruzando idades e vidas. 


Ana Deus, João Loureiro e Rui Fernandes interpretam temas dos BAN, é uma experiência e oportunidade única, a demanda que Ponce de Leon procurou na Fonte da Eterna Juventude e que se encontra nestas canções de grande Pop, intemporais e frescas, como uma brisa cheia de açúcar e sol. Mundo de Aventuras que se repetem e nos remetem para Dias Atlânticos, como se o verão nunca venha a acabar.